5 passos para colocar sua música no Spotify, iTunes, Deezer, Tidal, etc

Muita gente me pergunta isso, então chegou a hora de fazer um post explicando…

E vou começar aqui desde o básico, senão você terá uma música com qualidade inferior às outras músicas postadas lá, o que não é legal.

________________

1-Grave e mixe sua música corretamente.

Não adianta nada você ter a música mais legal do mundo dentro da sua cabeça ou gravada como demo. Tem que gravar com qualidade.

Escolher um bom estúdio, se você é uma banda ou artista solo que precisa de outros músicos, gravar com gente qualificada, fazer um arranjo legal e bem pensado.

Se você é um artista/produtor, usar um DAW (Pro Tools, Live, Logic, Cubase) de qualidade, que não seja gambiarra, com sons legais. Ouvir em caixas de som de qualidade, em vários lugares (no estúdio, no carro, no som dos amigos, em casa) e ter a certeza de que você chegou no resultado final que você queria.

Fez isso?

OK, isso é o começo.

________________

2-Masterize sua música.

Já fiz um post falando sobre isso, mas vou ser rápido aqui e explicar de novo.

A masterização coloca a sua música no mesmo patamar de qualidade sonora de todas as outras músicas do mundo.

Volume, massa sonora, Loudness, graves, agudos, compressão, etc.

Tudo na masterização acontece para que sua música fique melhor ainda.

Quer duas dicas?

-Para masterização rápida eu uso os serviços do Landr. Mas pago para isso. Aquela versão grátis masterizada em mp3 não serve pra você subir sua música pras plataformas digitais. Tem que ser WAV 44/16. Não é o melhor serviço de master, até porque é automático e o logaritmo é bem simples (apesar de evoluir constantemente), mas quebra um galho legal.

-Para masterização profissional eu contrato, obviamente, um profissional. Fala com o Betho Ieesus do Estúdio Suntrip e diz que é meu amigo. Ele masteriza para todos os grandes artistas e gravadoras brasileiros, faz preço bom, te pede uma referência de como seu som deve soar (ouça e mostre prá ele um artista que você acha que tem um som parecido com o seu) e manda a master já certinha, com tudo fechado e pronto para subir.

________________

3-Registre sua música.

Você não pode subir sua música para as plataformas digitais se você não é o dono da sua música.

E como provar que você é o dono dela?

Simples.

Registre a música!

Mas não é aquele esquema “Biblioteca Nacional”, que tem que escrever partitura, mandar pelo Correio, etc.

É registro mesmo. No mundo todo.

ISRC.

International Standard Recording Code

Para fazer isso, você tem que ser um afiliado em alguma associação de músicos.

As associações de músicos são os braços do ECAD no Brasil.

Sim, aquele ECAD que todo mundo fala mal e adora meter o pau. Você terá que fazer parte dele.

O que é bom.

O ECAD, apesar de todos os erros e cabeçadas, é algo positivo para o músico, porém isso é outra história prá outro post…

Eu sou afiliado à ABRAMUS, que me dá um suporte super legal e rápido toda vez que preciso registrar uma música. Mas existem várias outras, vale uma pesquisa.

Eles te dão todo o passo-a-passo para registrar, gerar o ISRC e ter toda a documentação pronta.

PS_Caso não queria passar por todo este processo, as gravadoras digitais fazem isso. Geram o ISRC e talz, mas o ISRC sai no nome delas. Não acho legal. Acho importante ter minhas músicas registradas em meu nome. Mas isso sou eu…

________________

4-Suba sua música pras plataformas digitais.

Você não consegue fazer isso sozinho.

Não dá prá criar uma conta sua dentro do Spotify e subir suas músicas prá que todo mundo ouça.

Então você tem que usar os serviços das gravadoras especializadas no assunto.

Não tô falando de Warner, Universal, Sony, essas grandes que assinam contratos e tem todo um processo de seleção.

Tô falando da OneRPM, da CD Baby, da iMusicianDigital, da Tunecore.

Essas gravadoras são 100% focadas em pegar artistas como nós e colocar nas plataformas digitais.

A maioria delas não cobra nada para isso (ou cobra só um pequeno valor), e cobra uma porcentagem das execuções da sua música depois.

É o melhor formato prá quem tá começando.

Legal destas gravadoras também é que elas fazem tudo automatizado, direto com as plataformas, e ainda te dão todas as informações de plays, vendas, etc.

Para você subir um álbum (ou uma música só) é só criar uma conta, linkar com uma conta do PayPal (onde você vai receber seus milhões de reais) e criar seu primeiro álbum.

Todas elas sobem minhas músicas para todas essas plataformas aqui-

Essa que comecei a usar recentemente foi a iMusician, que é uma startup alemã bem interessante.

O conceito é exatamente o mesmo das outras, mas eles dão mais recursos para você administrar os direitos fonomecânicos e autorais (preciso entender melhor isso, atualizo quando souber).

Além disso eles distribuem para o Beatport. Ou seja, se você faz música eletrônica, é a melhor opção para distribuir.

Dica!

Gaste uma grana (pouca) para colocar sua música prá vender também pela iTunes Music Store e para que a OneRPM monitore sua música no YouTube e no Soundcloud.

Importante colocar prá vender na iTunes.

É a maior loja de música da atualidade e as pessoas procuram lá prá comprar.

Importante monitorar o YouTube e o Soundcloud.

A cada play da sua música nessas plataformas você contabiliza um play na gravadora, que vira grana no final do período.

Outra dica sobre YouTube e Soundcloud.

Quando você subir a música na gravadora ela vai prá todas aquelas plataformas listadas na imagem.

Mas você vai subir também no YouTube e no Soundcloud, separado da gravadora, na sua conta pessoal.

Só que a música já está registrada na gravadora, certo?

Então você vai receber uma mensagem de que a música é da gravadora.

O YouTube não pede prá você fazer nada, é só um aviso.

O Soundcloud vai bloquear sua música e mandar um email malcriado. Não se desespere!

Entre em contato com a gravadora e fale sobre isso. Eles liberam prá você em poucas horas geralmente.

E uma dica final.

Só suba músicas que sejam 100% suas.

Tem algum sample, trecho ou citação de alguma outra música? Peça liberação antes direto para o artista ou gravadora. Isso custa uma grana, mas te resolve um problema enorme de tomar um processo depois por uso indevido ou até plágio.

________________

5-Finalizando

Depois de todo o processo feito, ainda toma um tempo para as músicas estarem em todos os lugares. E cada plataforma tem seu timing.

Na Apple Music aparece em 3 dias no máximo.

No Deezer em 4 dias.

No Spotify em 6 dias úteis.

E assim por diante.

Então programe-se com antecedência para o lançamento. Toma esse tempinho aí. Pense em 2 semanas prá tudo estar funcionando 100%.

O resultado é este aqui (meu álbum Commute em algumas plataformas)-

________________

________________

________________

6-Divulgue sua música.

Gostou do post e fez tudo que eu falei aqui? Poste sua música nos comentários. As que eu achar legais viram post aqui no blog e no Medium.

🙂

Tudo de bom,

Billy.

64 Replies to “5 passos para colocar sua música no Spotify, iTunes, Deezer, Tidal, etc”

  1. Obrigado pelas dicas! agora eu vou poder colocar as músicas para as festas sem muitos esforços

  2. Opa, maravilha! Só toma cuidado que não dá prá subir música dos outros, nem remix nem nada.
    Tem que ser tudo dentro da lei, certinho, sem infrigir nenhum direito autoral ou fonomecânico.
    🙂
    Vai com tudo!
    Abraços

    1. Amigão Boa Noite. Eu coloquei minhas musicas para subir desde o dia 08.09.17 e ate agora nada. Vc pode me ajudar?

      1. Opa,
        Duas coisas podem ter acontecido.
        1-Suas músicas foram para revisão por algum problema delas terem trechos de outras músicas ou alguma outra coisa. Procure no spam do seu email de cadastro se não tem nada da gravadora por lá.

        2-Você fez alguma coisa errada no processo todo e o disco não foi publicado. Você chegou a clicar em “Publicar” para finalizar o album?

  3. Sempre tive essa curiosidade. As plataformas também fazem aquele lance de “Lançamentos da semana ” e tal, para a música entrar nessa, o artista também tem que pagar ?
    Adorei o post!
    Abraços.

    1. Oi Beth,
      Obrigado pelo comentário.
      O lance de “Lançamentos da Semana” geralmente são acordados com gravadoras. No caso então teria que combinar antes com sua gravadora para ver a viabilidade disso.
      Legal que vc gostou do post.
      🙂

  4. Olá, estou subindo um álbum com 16 faixas, quando termino aparece uma mensagem dizendo que tem muita música do compositor.
    o que devo fazer?

  5. Oi Johnny,

    Se for na OneRPM entre em contato com o atendimento deles, tem endereço de email no blog.

    Uma vez aconteceu isso comigo, eu tive que rever todas as musicas para ver se o Autor estava em todas. Não estava, numa delas tinha a info só de Intérprete (ou algo assim).

    Dá uma revisada uma por uma para saber se está certo. O autor (ou compositor) TEM que estar em todas as músicas.

    Abraços

  6. Muito util seu post tenho um irmão que tem uma banda , mas vive gravando em uns estúdios independentes , que a qualidade não é muito boa, quem sabe assim ele fica famoso huhsauhs

    1. Boa Lucas,
      Fala prá ele caprichar na gravação, masterize com qualidade e lançe!
      Sucesso total!
      Depois fala prá ele me pagar umas cervejas quando for famoso.
      🙂

  7. Se eu gravar uma versão minha, de uma música de domínio popular (Cantor Cristão/ Harpa Cristã por exemplo), teria que pedir alguma permissão também?

  8. Oi Tiago,
    Acho importante vc ter algum documento atestando que esta musica que vc quer gravar é domínio popular.
    Algo na Biblioteca Nacional ou mesmo do próprio autor.

    Abraços e sucesso.

  9. Obrigado pela resposta.
    Ela faz parte do cantor cristão, creio eu. Eu já gravei, só devo divulgar dia 31/03/2018.
    O nome é Doce presença.

  10. Maravilha. Avise quando estiver no ar. Abraços e sucesso.

  11. Amigo, sabe se pode subir um set com várias músicas? tipo um set de 1h, por exemplo.

    1. Oi Jhon,

      Se todas as musicas do set forem suas (se você não usar músicas de outros artistas), não tem problema nenhum.
      O que acredito que seja necessário é você editar o set, separando todas as musicas umas das outras, mas ainda na mesma ordem que estão no set.
      Assim as pessoas podem ouvir cada musica separadamente e também o set mixado na íntegra.
      Foi o caso do meu primeiro álbum pela OneRPM. Fiz todas as musicas separadas e depois “colei” umas nas outras. Dá prá ouvir tudo na sequencia e também separado.
      Aqui neste link – https://open.spotify.com/album/1VHHZ0OLYnCX7L1fZfZbDY
      Abraços

  12. opa!
    a despeito do isrc, você também faz o registro de sua produção na fbn?

  13. Oi Hermes,
    Sobre o ISRC – Eu sou filiado à ABRAMUS.
    Eles enviam um aplicativo que vc pode gerar seu próprio ISRC, assim todas suas produções ficam em seu nome e em nome da sua “produtora”.
    Sempre achei que só registrar na Biblioteca Nacional não era a melhor opção.
    Abraços!

    1. obrigado pela resposta! 🙂
      mandei um correio pro pessoal da abramus perguntando sobre os acordos da associação com as plataformas de dld/streaming, mas até o momento não obtive retorno. como você é associado, de repente pode me dar essa luz. eles “conversam” com todas elas: spotify, bandcamp, soundcloud, itunes, deezer, google?

      verdade que talvez seja prematuro pensar nos pagamentos oriundos da audiência nessas plataformas, mas fica a pergunta: as plataformas pagam certinho e os repasses são feitos de acordo pelo ecad e associação? (meu caso particular: jogarei nas 11, sendo compositor/autor, produtor fonográfico, intérprete…)

      1. Oi Hermes,
        Sim, a ABRAMUS faz esta ponte entre as plataformas digitais e nossos pagamentos.
        Eles recebem toda aquela miséria de direitos autorais e nos repassa a cada 3 meses.
        🙂
        Abraços e sucesso, coloca o link depois aqui.

        1. fala rapaz! te contar… esse lance de profissionalização se resume a uma palavra: espera. (“all is waiting…”) filiação já está ok, mas tenho dúvidas com relação à precedência das atividades de cadastramento de repertório e de fonogramas: quem vem antes? como os caras não avisam quando a obra já está cadastrada, como saber se já posso gerar o fonograma? (ainda tem o fato de que ninguém se coça muito pra te responder… você tem de pegar o telefone e ligar. parece repartição pública… o_O some-se a isso algumas curiosidades: procuro por mim mesmo no sistema e não me acho, e quando enfim me acho, não encontro a faixa que mandei para cadastro de repertório. que chatice!)

          ah! parte do material está em soundcloud.com/trx-01. dá uma escutada lá e diz o que achou. 🙂

  14. Olá! primeiramente, parabéns pelo site. Dicas valiosíssimas! Então, um amigo compôs uma música porém não toca profissionalmente e não tem boa voz. Pedi a ele se poderia gravar a música e lançar em uma plataforma. Porém, somos leigos nessa questão de autorização. Qual o procedimento para ele me autorizar? É um simples documento de próprio punho com firma reconhecida ou existe um formulário padrão dele autorizando a gravação da obra.
    A música já está registrada.

  15. Oi Antonio.
    Se a música já está registrada vc precisa ter o código ISRC dela.
    Provavelmente deve existir no registro.

    Algo como BR XXX 000000000.

    Se tiver, é só colocar este código ISRC na hora de subir sua versão da música.
    Se não tiver o código ISRC, você deve criar um (as próprias gravadoras como a One RPM e afins fazem isso automaticamente quando vc insere os dados e deixa o ISRC em aberto) com o nome do autor (seu amigo), do intérprete (você) e mais alguma informação que for pedida lá.
    É bom também ter uma carta de próprio punho do seu amigo autor dizendo que libera vc gravar a música (com assinatura e data).
    Abraços e sucesso aí!

  16. Adorei esse post. Foi direto ao assunto, sem enrolação e sem firulas. Tudo muito bem explicado.
    Valeu, Maestro Billy.
    Agora já sei o ponto de continuação, para continuar com as finalizaçõesd e minhas músicas que estão pré-gravadas durante 2015-2016.
    Retornando as atividades!

    1. Opa, manda bala então!
      Depois posta aqui o link do álbum no Spotify.
      🙂

      Abraços

  17. Da uma olhada na minha primeira música. O clipe é cheio de simbologia. O gênero musical dela é “lo-fi” e “R&B”.
    https://www.youtube.com/watch?v=xLPISq8wa24

    1. Boa Jovic,
      Belo som!
      Já dei meu like lá.
      🙂
      Abraços e sucesso.

  18. Bah irmão, gostei do post, ficou só uma dúvida… E se a música não for minha maseu tiver autorização do autor para gravar e td mais? Ps: a musica dele n está registrada. Vlw

    1. Oi Mateus,
      Seria importante o autor registrar a música.
      Seja na Biblioteca Nacional ou em alguma editora (sugiro a Peer Music, eles são super corretos com isso).
      Aí você pode pedir para o autor fazer uma liberação da composição pra vc gravar.
      Abraços

  19. Gostei do post. agora eu tenho dúvida sobre ISRC, se uma música for gravada por varios cantores ela vai ter o mesmo numero de ISRC ou cada gravação vai ter um codigo diferente? eu posso gerar o codigo isrc da musica de um cantor mesmo ele sendo filiado em outro orgão como por ex. eu sou filiado a UBC e o rapaz filiado a Abramus, eu posso gerar o codigo ISRC mesmo assim ou eu não posso por que ele faz parte de uma e eu de outra? nesse caso como ele recebe os direitos autorais? obg.

    1. Oi Leo,
      Então. Cada versão da mesma música tem um ISRC diferente.
      O nome ISRC quer dizer “International Standard Recording Code”, então ele não é baseado na composição, mas sim na gravação.
      Cada musica do mundo tem que ter um ISCR.
      Se o cantor ou qualquer outro músico é afiliado a outro órgão não tem problema. Você coloca o código dele na sua planilha.
      Como todas as associações “se conversam” e recebem a grana do mesmo lugar, do ECAD, a divisão é feita automaticamente baseada no código de cada artista que participou da gravação.
      Espero ter respondido sua dúvida.
      Abraços

  20. Subi uma musica para o Spotify na ONErpm, já tenho conta verificada de artista no Spotify,
    quando a música for lançada lá ela ira automaticamente para a minha pagina ? Pois durante as etapas para a publicação o site não me pediu nenhum link da minha pagina para uma possível vinculação do single no meu perfil de artista.

    1. Oi,
      Se vc colocou o mesmo nome da sua conta verificada de artista acredito que vá sim.

      Qualquer dúvida entre em contato com o pessoal da OneRPM por email.

      Eles são super rápidos na resposta.

      Abraço e mande o link da musica aqui.

      🙂

    2. Agora as plataformas disponibilizam um link para o Spotify e para o iTunes no processo de criação do álbum.
      Aí vc confere se é o seu perfil mesmo ou se precisa subir para outro perfil.

  21. Jorge Herberth says: Responder

    Valeram muito as dicas. Sou jornalista e quero que o Grupo Pilão, com 43 anos de pesquisa e música no Amapá faça parte da história da música brasileira. Vou contribuir pra eles estarem nas plataformas e agradeço desde já pela grande ajuda.

  22. Maravilha, Jorge.
    Depois posta o link dos álbuns aqui!
    Abraços e sucesso.

    Billy

  23. Neury Rodrigues says: Responder

    Bom dia sou cantora com 5 discos e gostaria de colocar nas plataformas pode me ajudar?

  24. Oi Neury,
    É só seguir o que eu expliquei aqui no post que vc consegue subir suas musicas.
    Super fácil!
    Boa sorte!

  25. Josenildo Almeida says: Responder

    Boa tarde.
    Acabei de descobrir que tem uma música minha no spotify e no deezer.
    Como isso é possível?
    O estúdio criou o bits e eu a letra, gravei no própio estúdio, deveria ter minha autorização para disponibilizar minha música?
    Aparece até uma foto minha.
    Tem como me ajudar?

    1. No caso você tem que falar com o estúdio onde você gravou.
      Se eles subiram as músicas, é com eles que você tem que falar.

  26. Bom dia Maestro Billy!
    Obrigado pelas suas contribuições atér aqui.
    Eu gostaria de saber sobre as questões legais. Por exemplo: posso subir minhas músicas para apenas uma plataforma dessas (Landr, OneRPM , CDBaby) ou para várias ao mesmo temnpo?
    Existe algum tipo de impedimento? No momento eu me cadastrei na Landr, fiz uma remasterização lá e penso em baixar a música e colocar na OneRPM. Eu sei que todas elas tem termos de aceite e questões legais. Mas se eu puder ter uma apenas que faça tudo eu acho uma boa ideia. Achei interessante a OneRPM pela facilidade de uso.

    1. Olá Fabio.
      O Landr hoje em dia também consegue subir suas músicas para as plataformas musicais.
      Dá uma olhada lá. Mas acho que quando são mp3 de baixa qualidade isso não acontece.
      Você teria que assinar mensalmente ou até pagar por uma música só. Não sei mesmo. Dê uma olhada.
      Eu uso a versão Pro do Landr, pago anualmente. Isso me dá a opção de subir as músicas para qualquer plataforma.
      Quanto à comprar a masterização de uma música só em WAV não sei se é possível ter também o upload.
      Abraços

  27. Olá Maestro Billy, tudo bem? Curti muito o post e eu tenho uma dúvida possivelmente muito amadora…
    Eu utilizo o FL Studio para produção, produzo beats e estou com um projeto para lançar uma mixtape de lo-fi. O problema é que meu DAW é crackeado, sim infelizmente eu não tenho condições para pagar ele, não agora. Minha dúvida é o quanto isso pode me prejudicar no futuro? Todos meus sample packs são gratuitos e tenho um drum kit que paguei por ele, pois nisso sim eu tenho condições. Está dentre meus planos regularizar isso, porém só poderei fazer isso possivelmente na metade do ano que vem pra frente. Desde já agradeço pela sua atenção.

    1. Mathh,
      Acho legal você comprar o FL Studio.
      Crackeado é só prá ver se a gente consegue usar e gosta das funcionalidades, né?
      Ou mesmo a versão free.
      Mas pense que se você vai fazer dinheiro com o produto gerado por esse DAW, nada mais correto do que comprar o DAW.
      Sobre os sample packs gratuitos tudo bem, eles são gratuitos mesmo.
      Abraços

  28. Fernanda Souza de Lima says: Responder

    Boa tarde!
    Meu marido usou a conta dele do ONERPM pra divulgar a primeira música mas ela entrou no nome de outro artista (também Victor Hugo).
    Você sabe o procedimento pra excluir e recolocar no nome dele? Foi no Spotify

    1. Oi Fernanda,
      Durante o processo de upload do album, pelo que me lembro, existe como você mudar isso.
      Mas se o album já está online, é melhor entrar em contato com o suporte da OneRPM.
      Tive o mesmo problema. Lancei um album como M.Billy e já existia um mbilly (desse jeito mesmo) nas plataformas.
      Fui parar dentro da discografia dele.
      Entrei em contato com o suporte, que me pediu algumas alterações no album, e deu certo.

  29. Rafael Prado says: Responder

    Olá, gostaria de saber, se as distribuidoras (onerpm, cd baby, dentre outras) garantem meus direitos autorais sobre a música e imagem da capa do album

    1. Sobre a música eles garantem sim. Eles adicionam o ISRC, que é um código que diz que aquela música é ela mesmo e que os autores são aqueles que estão listados lá.
      Sobre a imagem eu não sei.

  30. Ótimas dicas!
    Minha filha tem um CDs gravado e gostaria de colocá-lo no YouTube (já está em outras plataformas), mas que ficasse com as músicas separas umas das outras e que aparecessem em listas. Como se faz isso? Você conhece o processo? Agradeço antecipadamente.

    1. Oi Dea,
      Você tem que subir para o YouTube as músicas separadamente em formato de vídeo (.mov, .mp4, etc).
      Aí quando você for subindo cada uma delas, tem uma opção “adicionar à playlist”, no canto direito das informações.
      É só criar uma playlist lá e adicionar todos os vídeos separadamente.

  31. Paulinho Lins says: Responder

    Boa tarde ,
    Já estou no sexto dia útil q postei minhas músicas autorais no onerpm para liberação no Spotify e não foi liberado ainda sendo q no Deezer , iTunes já estão disponíveis , saberia dizer qual o motivo da não liberação?

  32. Oin Paulinho,
    Cada plataforma tem um tempo para liberar as músicas.
    O iTunes é uma das mais rápidas, cerca de 2 dias.
    O Deezer também é rápido, cerca de 6 dias.
    Já o Spotify podem demorar até 2 semanas para isso.
    Então aos poucos tudo sobe, só depende do tempo de cada uma das plataformas.
    Abraços

  33. Bom dia Billy,
    Me pediram para colocar as músicas da filha de um conhecido meu no spotify, a minha dúvida se na hora de criar o meu cadastro e vou em artista/selo sendo que não sou nem perto de músico rs. E percebi que na minha região onde moro tem gente querendo colocar música no spotify e vão me pedir para colocar na plataforma.

    Como posso proceder na hora de cadastrar as músicas corretamente?

    1. Oi Bruno,
      Geralmente quando vc vai subir alguma musica via alguma dessas gravadoras aqui mencionadas, a própria gravadora tem seu selo.
      Você só precisa colocar o nome do artista corretamente.
      Quando vc não tiver a informação correta e exata, como no caso do “selo”, deixe em branco que a própria plataforma se encarrega de preencher com os dados válidos.
      Abraços

  34. Jarbas Maranhão says: Responder

    Eu componho junto com 2 amigos, entao nossas musicas tem o nome dos 3. Nesse caso como fazemos na hora de se associar a ABRAMUS? Ela pede conta de banco entre outras coisas.

    1. Oi Jarbas.
      Vocês três tem que se registrar na ABRAMUS.
      O registro é gratuito e você tem que passar uma série de dados. CPF, conta de banco, endereço, etc.
      Aí quando for registrar as músicas em nome dos 3 você só coloca o nome artístico (que a ABRAMUS pede na hora do registro (podem ser vários)) e tudo bem.
      Abraços

  35. Muito obrigado Maestro! Voce tem Instagram? Gostei muito das dicas, me esclareceram bastante!

    1. Opa, bom saber que ajudei.
      Meu insta – @maestrobilly
      Abraços

  36. Olá bom dia , olha gravei meu CD com 16 faixas , sendo somente 1 minha e 15 de artistas renomadas com anjos meus e tals , mesmo pela ONERPM eu não consigo colocar meu CD porque as outras faixas não são minhas ?, se for dessa forma tenho que pagar uma grana pra cada artista dono da música ? , porque me deixe informado me tirando essa duvida , meu email ederlanlima@hotmail.com , abraços !!!

  37. Oi Ederlan,
    Exatamente. Você não pode postar o album porque as músicas não são suas.
    Você precisa de autorização das editoras e dos artistas para poder gravar e distribuir essas musicas oficialmente.
    Procure por cada uma das editoras ou gravadoras, entre em contato, peça e veja quanto cada uma dels cobra para liberar a regravação.
    Sim, também existe um custo sobre isso e depende de cada um dos artistas e de cada música que você escolher.

  38. Opa, boa tarde mestre!
    Muito bom o conteúdo, me ajudou bastante! Porém, tenho algumas dúvidas, “desculpe se eu não achei algo relacionado nos comentários”.
    Minhas dúvidas são:
    1: Tenho um álbum no Soundcloud e no Youtube que foram upados sem código isrc “registrado somente na biblioteca nacional”. Faz pouco tempo que eu registrei os fonogramas pela Abramus e subi para as outras plataformas, porém não consigo inserir o código no Soundcloud e Youtube. Vi sua dica sobre essas plataformas, mas no formato de subir a música, restando a dúvida de como fazer com músicas que já estão upadas?

    Obrigado pela atenção e pelo conteúdo sempre honesto e de grande necessidade!

  39. Boas dicas!

    Quando você se refere a “registre sua musica” você está falando do ISRC?

    Thanks!

  40. Parabéns Maestro Billy. Já vi que você lança seus projetos pela OneRpm, mas gostaria com toda sinceridade da sua opinião. Qual a melhor: Onerpm ou CDBaby? Estou estudando muito ambas antes de iniciar. No reclame aqui vejo muitas, mas muitas reclamações mesmo da Onerpm, quase que diárias, e já a CD Baby não existe sequer uma reclamação. Então gostaria dessa sua avaliação isenta e, acredito, muitos aqui também gostariam de fazer essa pergunta. Meu estilo de música é o forró, e estarei lançando meus singles no próximo mês de agosto. Já me filiei na ABRAMUS, estou gravando em estúdio e na sequencia fazendo os códigos de ISRC, e registrei minhas músicas através do Músicas Registradas.com – Bom, é isso. Obrigado pela atenção e sucesso sempre! Denni Cruz.

    1. Oi Denni,
      Na época que escrevi este post eu usava a OneRPM. Hoje em dia uso a OneRPM, o Tunecore, CDBaby e iMusician.
      Gosto bastante de todas, cada uma tem um benefício.
      O Tunecore te paga a hora que entra dinheiro e o upload é fácil. Mas tem um custo de renovação anual que não gosto.
      A OneRPM é boa, mas eles tem uns processos meio chatos para aprovação. Não sei quanto à reclamações.
      A CdBaby é excelente, os processos são super simples para subir o album, mas os pagamentos são mais demorados por algum motivo que não sei.
      A iMusician é a única que coloca as musicas no BeatPort também. Mas os pagamento são muito mais demorados que a CDBaby.
      Sobre o estilo ser forró – indiferente. O que importa é ter uma qualidade boa e uma capa que chame a atenção.
      Colocar o estilo correto na hora de subir o álbum também é essencial.
      Espero ter ajudado.
      Abraços e sucesso.

Deixe uma resposta para EDERLAN LIMA Cancelar resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.