5 passos para colocar sua música no Spotify, iTunes, Deezer, Tidal, etc

Muita gente me pergunta isso, então chegou a hora de fazer um post explicando…

E vou começar aqui desde o básico, senão você terá uma música com qualidade inferior às outras músicas postadas lá, o que não é legal.

________________

1-Grave e mixe sua música corretamente.

Não adianta nada você ter a música mais legal do mundo dentro da sua cabeça ou gravada como demo. Tem que gravar com qualidade.

Escolher um bom estúdio, se você é uma banda ou artista solo que precisa de outros músicos, gravar com gente qualificada, fazer um arranjo legal e bem pensado.

Se você é um artista/produtor, usar um DAW (Pro Tools, Live, Logic, Cubase) de qualidade, que não seja gambiarra, com sons legais. Ouvir em caixas de som de qualidade, em vários lugares (no estúdio, no carro, no som dos amigos, em casa) e ter a certeza de que você chegou no resultado final que você queria.

Fez isso?

OK, isso é o começo.

________________

2-Masterize sua música.

Já fiz um post falando sobre isso, mas vou ser rápido aqui e explicar de novo.

A masterização coloca a sua música no mesmo patamar de qualidade sonora de todas as outras músicas do mundo.

Volume, massa sonora, Loudness, graves, agudos, compressão, etc.

Tudo na masterização acontece para que sua música fique melhor ainda.

Quer duas dicas?

-Para masterização rápida eu uso os serviços do Landr. Mas pago para isso. Aquela versão grátis masterizada em mp3 não serve pra você subir sua música pras plataformas digitais. Tem que ser WAV 44/16. Não é o melhor serviço de master, até porque é automático e o logaritmo é bem simples (apesar de evoluir constantemente), mas quebra um galho legal.

-Para masterização profissional eu contrato, obviamente, um profissional. Fala com o Betho Ieesus do Estúdio Suntrip e diz que é meu amigo. Ele masteriza para todos os grandes artistas e gravadoras brasileiros, faz preço bom, te pede uma referência de como seu som deve soar (ouça e mostre prá ele um artista que você acha que tem um som parecido com o seu) e manda a master já certinha, com tudo fechado e pronto para subir.

________________

3-Registre sua música.

Você não pode subir sua música para as plataformas digitais se você não é o dono da sua música.

E como provar que você é o dono dela?

Simples.

Registre a música!

Mas não é aquele esquema “Biblioteca Nacional”, que tem que escrever partitura, mandar pelo Correio, etc.

É registro mesmo. No mundo todo.

ISRC.

International Standard Recording Code

Para fazer isso, você tem que ser um afiliado em alguma associação de músicos.

As associações de músicos são os braços do ECAD no Brasil.

Sim, aquele ECAD que todo mundo fala mal e adora meter o pau. Você terá que fazer parte dele.

O que é bom.

O ECAD, apesar de todos os erros e cabeçadas, é algo positivo para o músico, porém isso é outra história prá outro post…

Eu sou afiliado à ABRAMUS, que me dá um suporte super legal e rápido toda vez que preciso registrar uma música. Mas existem várias outras, vale uma pesquisa.

Eles te dão todo o passo-a-passo para registrar, gerar o ISRC e ter toda a documentação pronta.

PS_Caso não queria passar por todo este processo, as gravadoras digitais fazem isso. Geram o ISRC e talz, mas o ISRC sai no nome delas. Não acho legal. Acho importante ter minhas músicas registradas em meu nome. Mas isso sou eu…

________________

4-Suba sua música pras plataformas digitais.

Você não consegue fazer isso sozinho.

Não dá prá criar uma conta sua dentro do Spotify e subir suas músicas prá que todo mundo ouça.

Então você tem que usar os serviços das gravadoras especializadas no assunto.

Não tô falando de Warner, Universal, Sony, essas grandes que assinam contratos e tem todo um processo de seleção.

Tô falando da OneRPM, da CD Baby, da iMusicianDigital, da Tunecore.

Essas gravadoras são 100% focadas em pegar artistas como nós e colocar nas plataformas digitais.

A maioria delas não cobra nada para isso (ou cobra só um pequeno valor), e cobra uma porcentagem das execuções da sua música depois.

É o melhor formato prá quem tá começando.

Legal destas gravadoras também é que elas fazem tudo automatizado, direto com as plataformas, e ainda te dão todas as informações de plays, vendas, etc.

Para você subir um álbum (ou uma música só) é só criar uma conta, linkar com uma conta do PayPal (onde você vai receber seus milhões de reais) e criar seu primeiro álbum.

Todas elas sobem minhas músicas para todas essas plataformas aqui-

Essa que comecei a usar recentemente foi a iMusician, que é uma startup alemã bem interessante.

O conceito é exatamente o mesmo das outras, mas eles dão mais recursos para você administrar os direitos fonomecânicos e autorais (preciso entender melhor isso, atualizo quando souber).

Além disso eles distribuem para o Beatport. Ou seja, se você faz música eletrônica, é a melhor opção para distribuir.

Dica!

Gaste uma grana (pouca) para colocar sua música prá vender também pela iTunes Music Store e para que a OneRPM monitore sua música no YouTube e no Soundcloud.

Importante colocar prá vender na iTunes.

É a maior loja de música da atualidade e as pessoas procuram lá prá comprar.

Importante monitorar o YouTube e o Soundcloud.

A cada play da sua música nessas plataformas você contabiliza um play na gravadora, que vira grana no final do período.

Outra dica sobre YouTube e Soundcloud.

Quando você subir a música na gravadora ela vai prá todas aquelas plataformas listadas na imagem.

Mas você vai subir também no YouTube e no Soundcloud, separado da gravadora, na sua conta pessoal.

Só que a música já está registrada na gravadora, certo?

Então você vai receber uma mensagem de que a música é da gravadora.

O YouTube não pede prá você fazer nada, é só um aviso.

O Soundcloud vai bloquear sua música e mandar um email malcriado. Não se desespere!

Entre em contato com a gravadora e fale sobre isso. Eles liberam prá você em poucas horas geralmente.

E uma dica final.

Só suba músicas que sejam 100% suas.

Tem algum sample, trecho ou citação de alguma outra música? Peça liberação antes direto para o artista ou gravadora. Isso custa uma grana, mas te resolve um problema enorme de tomar um processo depois por uso indevido ou até plágio.

________________

5-Finalizando

Depois de todo o processo feito, ainda toma um tempo para as músicas estarem em todos os lugares. E cada plataforma tem seu timing.

Na Apple Music aparece em 3 dias no máximo.

No Deezer em 4 dias.

No Spotify em 6 dias úteis.

E assim por diante.

Então programe-se com antecedência para o lançamento. Toma esse tempinho aí. Pense em 2 semanas prá tudo estar funcionando 100%.

O resultado é este aqui (meu álbum Commute em algumas plataformas)-

________________

________________

________________

6-Divulgue sua música.

Gostou do post e fez tudo que eu falei aqui? Poste sua música nos comentários. As que eu achar legais viram post aqui no blog e no Medium.

🙂

Tudo de bom,

Billy.

83 Replies to “5 passos para colocar sua música no Spotify, iTunes, Deezer, Tidal, etc”

  1. Joubert Geraldo says: Responder

    Bom dia!

    Sabe me informar por favor se a Onerpm distribui minhas músicas tb para o instagram? Sei que a Cdbaby faz isso, existe outra distribuidora que também faça?

  2. Regiane Vilimas says: Responder

    Amei as informações, já postei minhas canções na Soundcloud 😍😍😍😍
    Se gostar das canções….divulga aqui 😊
    Regiane Vilimas

Deixe uma resposta para Penna Cancelar resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.