08/09/2015

CERN, o Piano Cósmico e o Montreux Jazz Festival.

Por

Montreux Jazz Festival.

Um dos dois maiores festivais de Jazz do mundo desde 1967. Por lá já passaram Miles Davis, Keith Jarrett, Nina Simone, Bill Evans e Ella Fitzgerald, entre outros.

CERN, o centro de pesquisas suíço, enfiado no fundo na terra, a casa do Grande Colisor de Hádrons.

Correção do Professor Dulcídio —

O CERN em si não é subterrâneo. Ele é como um campus universitário, cheio de prédios, na superficie… Quem fica enfiado na Terra é o tunel de 27 km onde fica o LHC.

###

Vamos juntar essas duas informações:

Os pesquisadores do CERN criaram um instrumento chamado Piano Cósmico, que capta raios cósmicos que passam pela Terra para criar sons.

Este processo é chamado de “Sonificação”, a traducão de dados não tratados ou decupados, em som.

Eles usam muito por lá, para, por exemplo, criar sons para demonstrar os anéis de Saturno, as auroras boreais, os ventos solares e muitas outras forças da Natureza.

Mas, segundo um dos pesquisadores, “O Universo não tem muito ritmo”…

E neste caso aqui chamaram o pianista de jazz Al Blatter para criar uma peça musical em cima dos sons que chegam do espaço.

Um jazz polirrítmico. Ao vivo.

Que foi apresentado no Montreux Jazz Festival deste ano.

Confere aí no vídeo, tá tudo explicadinho, em inglês.

Ah, se vc quiser comprar um Piano Cósmico, o CERN vende por cerca de US$ 2.300.

Tudo de bom,

Billy.