E também tem a versão Funk – Mutantes – Ando Meio Desligado

Já que a música tá toda certinha no tempo, nada mais tranquilo do que colocar uns loops e viradas de funk na parada.

Tirei o DataRock (que era a base do mashup anterior, que vc ouve/baixa AQUI) e coloquei esse loop meio Melody.

Divertido.

https://hearthis.at/maestrobilly/ando-meio-desligado-funk-version-maestro-billy/

Se vc chegou aqui procurando o Mashup do SFTMCHN DataRock vs. Mutantes, clique AQUI

Se vc tá procurando o Black Eyed Peas versão Funk e o Tiesto SFTMCHN remix, clique AQUI

Tudo de bom.

Billy.

3 Replies to “E também tem a versão Funk – Mutantes – Ando Meio Desligado”

  1. Caraca, conseguiu colocar capa aqui no iTunes! Como vc fez? 🙂

  2. O link está fora do ar, e sinceramente acho que dei sorte. Quando li “ando meio desligado funk” vim seco achando que era funk funk mesmo americano e não a bagaceirice brasileira, chegando aqui comecei a suspeitar que havia caido em uma armadilha, mas mesmo assim eu estava disposto a ouvir, cliquei no play que não funcionou. Sempre que leio a palavra MECHUPE (mashup) sei que vem bomba, e pelo jeito aqui não seria diferente, certo que era uma versão escroncha e de pessimo gosto. Por sorte minha o link está off.

    1. Oi,
      Sua sorte acabou de mudar…
      Postei novamente a versão.
      O link está ON.

      Vc tem razão em um ponto, é realmente a bagaceirice brasileira, é, conforme vc acredita, uma armadilha.
      A versão nem tá lá essas coisas, tá tosca, mas veio de um projeto que fiz de um mashup com o Datarock. Então é mais pra provar que qualquer estilo casa com qualquer estilo (tecnicamente) do que algo sensacional que deva ser divulgado aos quatro ventos como a grande sacada mundial.

      Agora, gostaria de entender uma coisa.
      Na verdade, duas coisas.

      Primeira – Porque você gasta seu tempo indo atrás de tosqueira? Ou melhor, do que vc considera tosqueira? Vale perder esse tempo de entrar num blog, tentar dar um play, não funcionar e tentar esculhambar tudo num comentário? Acredito que existam coisas mais legais pra se fazer, pra se ouvir, do que ficar desmerecendo um trabalho, qualquer que seja, bom ou não (na sua opinião). Sei lá, só uma opinião minha aqui, já que vc deu a sua no comentário…

      Segunda – Você usa muito esse conceito de “Não ouvi e não gostei”? Pergunto porque isso abre um precedente muito ruim pra você e pra todo mundo com quem você interage. Essa falta de abertura sua para algo diferente é preocupante, não só musicalmente falando, mas isso se alastra para outras partes da vida, como visão política, educação, interação social e muito mais. Repense um pouco antes de falar “não ouvi e não gostei”.
      Só porque a palavra “Funk” está no nome do post não significa necessariamente que é algo ruim.
      Aliás, “Funk”, aquele carioca, tem bastante coisa legal.
      Mas você provavelmente nunca ouviu, até porque nem quer se dar ao trabalho de ouvir, de se informar sobre algo diferente daquilo que você acredita e gosta.
      Mas nem precisa ouvir funk, vai ouvir, já que vc gosta tanto do funk americano, um pouco de Afrika Bambaata.
      Não é Funk, mas é americano, é Black Music de lá. Que nem o Funk do James Brown.
      É do Afrika Bambaata que veio o Funk Carioca.
      Aliás, vai um pouco mais longe e ouve Kraftwerk.
      Não é americano, é alemão, mas é a base do Afrika Bambaata e consequentemente do Funk Carioca.
      Veja só que coisa.

      Mas, se o lance do “Não ouvi e não gostei” continuar, daqui a pouco você tá falando “não pedi sua opinião e não gostei”, como provavelmente vc deve estar pensando nesse momento em que lê (se é que chegou até aqui) essa minha resposta ao seu comentário.
      E isso é um dos grandes problemas do Brasil atualmente.
      Esse preto/branco, esse sim/não, sem um cinza ou um talvez no meio.
      Intolerância.
      Começa assim.

      Divirta-se na vida, não é bacana ficar carregando esse ranço todo.
      Abraços e sucesso.

      Billy

Deixe uma resposta para admin Cancelar resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.