Madonna – MDNA – faixa a faixa

Ouvi aqui o MDNA, novo álbum da Madonna.

É óbvio que vai ser o maior sucesso, até porque o esquema é sempre esse, reparem.

Ela lança um mega-blaster-hiper-ultra sucesso de rádio. Seja mais lento, mais pop, mais “comum”.

Aí vem com umas 3 ou 4 pedradas de pista.

Aí ainda manda uma lentinha, prá todo mundo chorar ouvindo rádio…

Pronto, sucesso na certa.

Quer baixar todo o MDNA ? Vá até o Sonora !!!

Vamos aqui comentar uma por uma, na ordem de entrada no álbum:

Girl Gone Wild – co-produção do Benny Benassi, mas um pouco mais leve pra ter aquela boa cara de Madonna, ou seja, tocar em qualquer pista. Vai arrebentar/já arrebentou.

 

Gang Bang – co-produção do William Orbit e do Keith Harris, que dá o “climão” da música. Achei a pegada mutcho loka, meio late night…

 

I’m addicted – mais viajante, dos Benassi também. Pegada forte anos 80/90 com um “up” para os dias de hoje.

 

Turn Up the Radio – A “I gotta feeling” dela. Tem tudo prá arrebentar. Entrada apoteótica, vocal e letra prá cima. Produção do Martin Solveig, aquele do Hello com o povo do Dragonette.

 

Give me all your Luvin’ – Já tá nas paradas faz tempo, fez o trabalho dela. De colocar Madonna de volta na boca do povo, preparando pro álbum novo.

Some Girls – Mais uma do William Orbit. Aquelas mais “conceituais”. Mas legal também. Refrãozinho fácil, letra simples e ataque direto.

Superstar – Mais uma que vai arrebentar nas FMs. Tem até compressão pra isso. Outra “I gotta feeling” do album.

E assim vamos. “I don’t give A” é bacana, “I’m a sinner” também tem cara de FM, “Love Spent” também é pista mas não sei se chega nas cabeças, “Masterpiece” e a “lentinha de sucesso”, aguardem em todas as FMs do mundo, “Falling Free” é boa pra encher o disco mas também não tira a harmonia, “Beautiful Killer” é mais uma pop-dance na pegada do que rola em FMs e pistas coxinhas e tem cara de trilha sonora de filme, “I fucked up” deve ser uma música que tem endereço certo (alguém que ela pisou na bola e quer voltar a pegar), “B-Day Song” sos americanos todos vão cantar no aniversário da galera que nem a gente faz com a Xuxa aqui, “Best Friend” é mais conceitual, prá mostrar que ela ainda inova, e “Give me All yourLuvin” remix com LMFAO pra fechar o disco tem tudo a ver.

É a que a gente ouve agora aqui

[powerpress]

Ouvi o disco inteiro e achei que tá lá um disco bom pra se comprar. Mesmo. A sequencia toda é legal, as músicas todas são muito bem feitas, com cara de sucesso. Aqueles discos que você compra e deixa no carro prá ouvir direto.

Tudo de bom,

Billy.

 

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.