O Espaço, o Esoterismo, a NASA, as Notas Musicais e eu.

Vamos por partes prá não confundir.

Primeiro, o Espaço.

Space_CCommon

Desde muuuuuuito tempo atrás a Humanidade tenta decifrar as mensagens que vem do Espaço Sideral.

Mas desde muito tempo atrás mesmo. Os gregos já buscavam respostas sobre os movimentos celestes, os planetas, estrelas e tudo mais.

Falando em gregos, vamos ao Esoterismo.

esoterism

Conheçe o Clã dos Eumolpids?

Um grupo de padres da região de Eleusis, Grécia. De muuuuuuito antigamente. Eles eram um clã que usavam cânticos e música para expressar os conceitos esotéricos da época.

Aí, continuando no esotérico, um francês chamado Fabre D’Olivet, entre 1842 e 1844, escreveu uma série de artigos sobre Música e sua relação com a Ciência, Arte, e sua analogia com mistérios religiosos, mitologia antiga e a História do Mundo.

Tá fraco o cara?

E isso virou um livro.

Veja o livro.

IMG_0721

Veja o cara.

IMG_0722

Aí, lá no meio do livro, ele cita o Clã dos Eumolpids.

Faz uma série de cálculos entre as órbitas elípticas dos Planetas, e chega à conclusão de que as notas Si e são a base de todo o movimento de tudo que acontece no Espaço Sideral.

Ele explica por A+B isso, com base em frequência, onda sonora, distância, etc. É um cálculo que vc tem que ler uns 3 capítulos pra entender. Vem dos egípcios, passa pelo Clã aqui citado, vai para o Sistema Diatônio Cipriota, volta para os gregos, e explica tudo.

Agora vamos à NASA.

nasa

Fiz um post AQUI mostrando que a NASA disponibiliza para download e uso uma série de sons que eles gravam por lá.

Desde conversa entre a base e as espaçonaves, até sons de meteoros entrando na atmosfera terrestre e muito mais. Vale ler e ouvir o post.

Baixei tudo.

Agora vamos às Notas Musicais e eu.

Juntei com o conceito Si/Fá do Fabre D’Olivet, e fiz uma música.

Basicamente ela é em Fá, com toques de Si, o que deixa ela um pouco tensa e estranha, mas quando a interação humana acontece baseado nas sonoras da NASA, eu entro num Fá-Dó que dá um clima mais apoteótico e grandioso para a música.

Menos no original do “Houston, we have a problem” que fica obviamente em Si com Fá.

A música é em 120 bpm para termos a correlação certa entre o tempo dela e o tempo da Terra.

60 segundos, 60 minutos, e assim por diante.

Ah, e além de todas as conversas, de ambiente de fundo ainda tem o som de meteoros entrando na atmosfera terrestre (em Sí), o som do beep da Sputnik, e outros sons.

Espero que goste.

Tudo de bom,

Billy.

 

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.