Remixes – manual prático.

Então.

Sabe quando a necessidade vem ?

E nem sempre onde você está ou que você tem na hora resolve ?

Não tô falando de banheiro, privada, etc.

To falando de REMIX mesmo.

Remix_by_K3nzuS

Acontece assim:

A música é muito legal,

a versão rádio é sensacional,

só que não tem nenhum remix legal meeeesmo…

Isso porque, às vezes, ou o remix é muito pesado, ou sem a parte cantada, ou só o refrão, ou é uma releitura completamente diferente da original.

E eu só queria aquela versão original com um punch a mais (pouca coisa) e uma introdução e uma saidinha pra facilitar o processo de colocar no meio de um set.

Resultado ?

Faço eu mesmo.

Pode não ser nenhum primor da produção, mas para minha necessidade é justamente isso.

Vou colocar aqui um por um desses últimos que fiz e comentar, pra você entender:

____________________________________________

Bruno Mars – When I was your man

brunormx

Esse foi o mais óbvio.

A música tá tocando sem parar. Mas é só piano e voz.

Eu não queria algo Dance Music, Tecnho, Trance, sei lá…

Só a original com uma batidinha e um climinha no refrão.

Fiz.

_________________________________

Miley Cyrus – We can’t stop

artworks-000050174098-1i2le5-t500x500

A primeira vez que ouvi já achei que faltava alguma coisa.

Não sei se porque ela é extremamente lenta, ou se a batida é muito seca.

Bom, fiz duas versões. Com batidas mais pesadas do que a original e uns loops.

Uma beeeem mais rápida, que funciona em algum momento na pista semi aquecida, e outra só um tiquinho mais rápida pra usar de entrada.

 

_______________________________________

Katy Perry – Roar

roarRMX

Mesmo esquema da Miley.

Lentinha com batida seca.

E eu precisava de uma entrada um pouco maior e uma saída.

E já que tava fazendo mesmo, coloquei um groovezinho na música toda.

Só pra poder virar sem ficar criando loop.

Fiz uma um tiquinho mais rápida que a original e outra bem mais rápida, pra usar no meio da pista, esquema 117 bpm.

 

______________________________

Britney Spears – Work B**ch

BRITNEY-WORK-BITCH-SINGLE-COVER1-2

Essa eu fiz porque gosto de usar referências antigas no meio das atuais.

Coloquei o Liaisons Dangereuses.

Além de dar um pesinho a mais na paradinha (coloquei um Dubstep) e uns loops mais grooveados.


______________________________________

Pink feat. Nate Ruess – Just give me a reason

PinkNateRuessRMX

Essa aqui tem uma intro super legal na voz da Pink que não dá pra usar direito numa virada.

E a batida é secona total também.

Coloquei uma intro, batida na voz da intro e loops na batida total.

______________________________

Lorde – Royals.

lordeRMX

Aqui rolou só um pequeno up de bpm, alguns instrumentos (a original é bem secona, só com batida e alguns sons), uns loops e uma batida marcadinha 4×4 que lembra “Fantasy – BlackBox”.

Simples assim.

Uma intro, uma saída e uns sons diferentes.

_____________________________________

Então.
Tudo isso que eu fiz aqui não é nada sensacional, genial, inovador ou maravilhoso.

O que eu fiz foi o que eu preciso. Senti as minhas necessidades e usei meus conhecimentos pra resolver rapidamente o que dá pra resolver.

Acho que todo DJ tem que pelo menos editar as músicas que usa pra que elas sejam legais na pista.

Se por acaso alguma parte do remix que vc toca não funciona legal na pista, ou você não gosta, abre no seu editor de áudio e corta.

Tá faltando uma viradinha no meio ? Pega a intro, corta, copia, cola e coloca lá onde você acha que vai dar certo.

Assim seu set vai ficando cada vez mais só seu.

E é o que é legal de fazer.

As músicas todas estão aí, iguais pra todo mundo.

Cabe a você fazê-las diferentes.

Tudo de bom,

Billy.

PS_ Se quiser ouvir TODOS os remixes que fiz mais atuais, estão AQUI

PS2_ Se quiser ouvir outros remixes que fiz nos anos 90/00, estão AQUI

One Reply to “Remixes – manual prático.”

  1. […] PS_Você gosta de REMIXES? Ouça esses aqui que eu fiz essa semana […]

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.