Mas não dá prá tirar só a voz?

Trabalho com Áudio a uns 27 anos mais ou menos.

E desde que comecei, sempre surgia essa dúvida – Dá prá tirar o vocal de uma música?

Ou, indo mais longe – Dá prá separar o vocal desta música?

Os usos são diferentes. A idéia de retirar o vocal da música sempre vinha de agências ou produtoras de filme que pediam trilhas instrumentais “iguais” àquelas da referência. A idéia era usar a própria referência, mas sem vocal.

Direitos autorais e licenciamentos à parte, era impossível. Tudo ficava meio tosco, os sons que estavam no meio da mix sumiam junto com a voz e rolava um efeito “fantasma”, já que os reverbs são geralmente em estéreo e continuavam na versão “sem voz”.

No caso de separar só vocal, a idéia era criar remixes ou usar as vozes de uma música conhecida em produções diferentes.

Mais uma vez – Direitos autorais e licenciamentos à parte – também ficava ruim. A voz vinha com um monte de sobras de instrumentos da música original, a qualidade caía muito e ficava muito difícil de fazer algo decente com o material.

(Ler com voz de locutor de ofertas) – Mas agora seus problemas acabaram!

A iZotope, empresa que desenvolve alguns dos plugins mais sensacionais para tratamento de áudio, lançou o Rebalance.

Que faz justamente isso.

Assista aqui e entenda:

Pronto. Sem voz. Ou só a voz. Ou só o instrumento que você quiser. Ou só aumentar um pouco a voz.

Direitos autorais e licenciamento? Aí vai de cada um.

Tudo de bom,

Billy.

One Reply to “Mas não dá prá tirar só a voz?”

  1. Marco Antonio says: Responder

    Genial Billy!

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.