25/02/2014

Review – Toca-discos Audio-Technica AT-LP-120 USB

Por admin

Olha que bacana.

Tive o prazer de ter uma dessas em mãos essa semana para fazer review.

E achei sensacional.

Um equipamento de primeiríssima linha, que com certeza não deixa absolutamente nada a desejar para as antigas MKII que sairam de fabricação.

Muito pelo contrário.

Funciona tão bem quanto, e ainda tem outros features que as MK não tinham.

E o preço é bem legal, confira AQUI

CapaTdiscos

A Audio-Technica Corporation é uma empresa japonesa de áudio. Produz microfones, fones e mais uma série de equipamentos.

Prá quem é mais “antigo”, a Audio-Technica foi a criadora do Mister Disc nos anos 80. Lembra ?

Um toca-discos portátil ?

MisterDisc

Fez sucesso na época.

Muito.

Bom, mas o que importa é que é uma empresa que acima de tudo preza pela qualidade de seus produtos.

Quando a gente ouve falar de toca-discos que vieram para “assumir a lacuna deixada” pelas Technics MKII a gente sempre fica meio ressabiado.

Muita empresa tentou, mas nenhuma, ou quase nenhuma agora, conseguiu.

Uma série de fatores que faziam das Technics o que elas são até hoje faltavam nos outros equipamentos.

Aí o pessoal da ProShows, que traz Audio-Technica para o Brasil, me mandou uma delas pra testar.

Vamos à minha experiência então.

____________________________________________

Primeiro passo – Unboxing

Assistam ao vídeo e vejam tudo que vem na caixa.

Legal aqui é a preocupação em facilitar a operação de tudo que o toca-discos oferece.

Tem conexão USB ? Tá aqui um cabo longo o suficiente e um CD com o software de edição pra começar.

Não tem um receiver decente em casa e só tem umas caixinhas de som legais ? Tá aqui a conexão para um plug menor.

Tem um receiver mega top mas que não tem entrada PHONO ? Tem uma chavinha (explico no video 3) pra resolver isso.

Ou seja, eles pensaram nas possibilidades de uso além do uso profissional em baladas.

Fora que vem tudo embaladinho sem a menor chance de quebrar.

E outra coisa.

Ao pegar no equipamento, você percebe que ele é feito pra aguentar porrada.

Pesado, sólido, bacana. Poucas partes de plástico. E isso é importante no longo prazo.

_________________________________

Segundo passo – Montagem

Assistam ao vídeo.

Se você não é “rato de manual” como eu, a montagem é extremamente lógica.

Só tem que prestar atenção na regulagem do peso do braço.

Isso é muito importante para não danificar sua agulha e ter uma experiência bacana ao tocar.

E isso tá lá explicadinho no manual.

Mas se você é um DJ que já usava outro equipamento, essa regulagem é simples.

Seguindo…

________________________________

Terceiro passo – Teste

Agora testando efetivamente o equipamento.

Assistam.

Aí sim!

É nesse momento que a gente percebe que essa Audio-Technica não deve absolutamente NADA às Technics.

Mesmo.

Pode me xingar, dizer que eu sou um herege, que não sou DJ de toca-discos…

Pode dizer tudo isso. Mas minha experiência com a Audio-Technica foi excelente.

Fazia tempo que eu não pegava um equipamento sólido, confiável e de resposta imediata.

Não sou DJ de performance nem de scratch, mas comecei usando toca-discos, toquei em muita festa com eles, e essa Audio-Technica me levou lá pro começo dos anos 90.

Ah, outra coisa. No video eu falo que não rola a “desligadinha”. Mas rola sim.

Como me corrigiram lá no YouTube, é só colocar a saída em PHONO. O que faz todo o sentido, já que a amplificação do sinal fica por conta do mixer. Ou seja, tudo que eu mandar pra lá, inclusive a desligadinha, aparece.

Simples assim.

photo(2)

__________________________

Resumindo.

É um equipamento excelente. Não deve nada, muito pelo contrário, às antigas Technics e tem tudo pra se tornar uma alternativa 100% viável não só de qualidade como de preço para reposição dos seus toca-discos.

Assistência técnica brasileira 100% funcional, com peças de reposição fáceis e rápidas de encontrar.

Já vi no Mercado Livre por R$1.700, mas a média de preço em SP de uma delas é de R$ 2.000,00.

Vale a compra.

Tudo de bom,

Billy.